Dicas para poupar no material escolar

19 Setembro 2022

O regresso às aulas é uma época desafiante para as famílias: os mais novos enfrentam uma etapa nova e os pais têm de fazer contas e milagres para equilibrar as finanças. Há um sem-fim de itens a providenciar, muitos dos quais são indispensáveis – mas isto não significa que tenha de pagar mais por eles. Neste artigo vamos mostrar-lhe algumas estratégias para reduzir as despesas com o material escolar e poupar dinheiro.

1- Definir o limite máximo para as despesas escolares

O primeiro passo a dar é definir o montante que vai destinar a estas despesas de início do ano letivo, sem prejuízo do equilibro do orçamento familiar. E o ideal será estabelecer um montante mensal, mais reduzido, para as despesas escolares que vão surgindo ao longo do ano. Desta forma, poderá fazer uma gestão sustentável das finanças da família e ter mais margem para imprevistos.

2- Envolver toda a família

A gestão familiar deveria envolver todos lá em casa para que sejam atendidas as necessidades de cada um:  desde os objetivos e as finanças da família às responsabilidades e tarefas, e ao trabalho e lazer. O mais frequente é os pais evitarem partilhar com os filhos as responsabilidades relativas às finanças familiares, sobretudo se forem mais novos.

Mas quanto mais cedo os filhos forem envolvidos nesta gestão, mais fácil se torna conseguir o contributo de todos para o controlo das despesas. Assim, pegue na lista da escola e estabeleça com eles objetivos e tarefas concretos, de acordo com as suas idades.

3- Reutilizar o material escolar

Resista à tentação de comprar material escolar novo – é verdade que é ótimo para o nível de motivação começar uma nova etapa com tudo novinho em folha, mas admita, nem sempre é bom para a carteira.

Assim, antes de fazer compras, verifique o stock que os seus filhos já têm do ano anterior – esta é uma das tarefas que lhes dar para fazer: pegar na lista e separar o que está em bom estado, o que necessita de ser limpo ou arranjado, o que está usado mas ainda serve (ex.: tubos de cola, lápis).

Desta forma, vai evitar despesas desnecessárias e aplicar o dinheiro naquilo que realmente é imprescindível. E estará a promover os 7 Rs da sustentabilidade: repensar, recusar, reduzir, reparar, reutilizar, reciclar e reintegrar.

4- Fazer compras sustentáveis

Finalmente, fazer compras sustentáveis é outra das estratégias de poupança imediata, reduzindo a conta final do material escolar:

  • opte pelos Manuais Escolares Gratuitos: apesar de os livros terem de ser devolvidos e em bom estado quando termina o ano letivo para serem reutilizados, representam uma despesa a menos e, portanto, poupança imediata; para os solicitar, basta inscrever-se na plataforma MEGA – Manuais Escolares Gratuitos;
  • compre online: nesta época, muitos fornecedores de artigos de papelaria e editoras promovem campanhas nas suas lojas online;
  • compre e venda material em segunda mão: é uma forma de reciclar artigos que já não se adequam ao nível escolar dos seus filhos e de adquirir aqueles que são mais dispendiosos se comprados novos; a sua carteira agradece e o planeta também;
  • opte por artigos o mais simples e barato possível (há material escolar que exige qualidade), e personalize-os.

Com estas estratégias, certamente vai passar a olhar o regresso às aulas como uma oportunidade de envolver a família nas boas práticas de gestão das finanças. Se gostou das nossas dicas e gostaria de conhecer mais sobre a sustentabilidade económica, venha falar connosco – na SI Crédito encontra uma equipa de gestores disponível para o ajudar.

 

Imagens © Direitos reservados